NOTÍCIAS

Portal 16:45, 22 mai 2019 Cultura do diálogo é tema central da 3ª edição do Escola: Espaço de Reflexão

Cultura do diálogo é tema central da 3ª edição do Escola: Espaço de Reflexão

A Secretaria da Educação (Seduc) promove, nesta quarta e quinta-feira (dias 22 e 23), a terceira edição do “Escola: Espaço de Reflexão”, tendo como tema central a cultura do diálogo. A iniciativa foi criada com o intuito de incentivar uma postura protagonista, respeitosa e cidadã da comunidade escolar perante os debates relacionados aos direitos humanos na sociedade.

O secretário executivo do Ensino Médio e da Educação Profissional, Rogers Mendes, esteve presente na abertura do encontro e enfatizou que a escola é um espaço plural, heterogêneo por natureza. “Temos que ter capacidade de dialogar, pois esta é a única forma de fazermos a gestão pedagógica de forma eficiente. Sabendo disso, precisamos encontrar pontos de conciliação. Não é possível que haja imposição de um ponto de vista sobre o outro. Temos que abordar metodologias de diálogo, que possam trazer as pessoas ao bom debate”, aponta.

O estudante Jonathan Sales, representante da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), diz acreditar na proposta, lembrando que tanto alunos como professores e gestores precisam se organizar em defesa da educação. “É preciso que todos tenhamos na escola um espaço para expressar nossas ideias, não devemos silenciar. Temos também uma grande luta daqui pra frente, em relação ao financiamento da educação, e precisamos nos unir em torno do Novo Fundeb para 2020”, ressalta.

A coordenadora da Gestão Pedagógica do Ensino Médio da Seduc, Iane Nobre, defende que o debate faça parte do dia a dia escolar, e não fique limitado a momentos específicos do calendário letivo. “Não chamamos esta ação de evento, porque isso poderia passar a ideia de ser algo passageiro. Trata-se, sim, de um movimento educacional, pois queremos que este tema alcance todos os níveis do nosso estado, levando discussões importantes para as salas de aula”, salienta.

Programação

Ainda no primeiro dia, a agenda de atividades teve uma mesa abordando assuntos relativos a identidade, gênero e raça; e outra, tratando da relação entre a juventude, a saúde e o meio-ambiente, considerando a escola como espaço de prevenção e promoção de saúde emocional.

No segundo dia, de 8h30 às 16h30, o evento realizará oficinas com as seguintes temáticas: “Estudos indígenas e afro-brasileiros e indígenas nas escolas”; “O feminino e o feminismo em sala de aula”; “Masculinidades juvenis no contexto escolar”; “A escola como espaço educador sustentável”; “Os perigos do mundo digital: saúde e impacto do mundo digital no comportamento de crianças e adolescentes”; “Saúde mental na adolescência: qual o papel da escola?”; “Escola democrática: instrumentos legais, ouvidora e mediação” e “Socialização das discussões e mesa de encerramento”.

A iniciativa da Secretaria é uma estratégia para apoiar a organização de atividades escolares em que os estudantes sejam estimulados a formular suas opiniões e a expressá-las de forma responsável e consequente, promovendo o debate franco e aberto sobre temas da contemporaneidade, preservando a tolerância e o respeito frente a posições contrárias às suas. As unidades de ensino são locais de desenvolvimento da aprendizagem dos conteúdos curriculares, mas são concebidas, principalmente, como espaço para vivência e compreensão das relações sociais.

Também estiveram presentes na abertura o vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Fábio Beneduce; a representante do Fórum Estadual da Educação, Kelma Cristina Gomes; a representante do Centro de Apoio Operacional da Infância e da Juventude do Ministério Público do Ceará (CAOPIJ-MPCE), Lia Vasconcelos; e o diretor da Escola Adauto Bezerra, Otacílio Bessa, representando os diretores das escolas estaduais.

22.05.2019
Assessoria de Comunicação da Seduc


Tags: Ceará Portal Educação CE conquista reflexão